8 dicas para quem sonha em ter uma carreira profissional de sucesso

Atualizado: 11 de jan.





Todo profissional tem dúvidas quando se trata de carreira. Portanto, não se preocupe caso você esteja se sentindo meio perdido, pois isso é normal.


Mas, com as dicas certas, você pode arrasar! Confira as melhores:


1. Planeje sua carreira


Agora você já sabe da importância de fazer um planejamento, mas como isso funciona na prática?


Em primeiro lugar, é preciso definir seu objetivo profissional e metas em curto, médio e longo prazo. E não esqueça de levar em conta as suas prioridades e valores de vida.


Enquanto algumas pessoas prezam por uma rotina mais tranquila, outras desejam assumir cargos desafiadores. Da mesma forma, enquanto alguns profissionais sonham em trabalhar numa multinacional, outros querem ser dono do próprio negócio.


Sendo assim, tente imaginar como seria sua vida ideal daqui a alguns anos.

Vale dizer que o plano pode mudar com o passar do tempo. Afinal, tanto a gente quanto os contextos mudam. Dependendo do caso, é preciso se adaptar.


2. Tenha paciência para lidar com os altos e baixos


Mesmo os profissionais mais bem-sucedidos vivem momentos de baixa ao longo de suas trajetórias. É natural na vida de todo mundo, concorda?


Sendo assim, quanto antes você aprender a lidar não só com os sucessos mas também com os fracassos, melhor.


Mesmo nas situações difíceis, tente não deixar o desânimo fazer você desistir dos seus objetivos. Foque nas soluções e busque aprender com os erros em vez de se lamentar pelo o que deu errado.


É algo que pede uma boa dose de paciência, sim.


Mas cuidado para não confundir paciência com teimosia. Afinal, às vezes é preciso dar meia volta e tomar outro caminho.


3. Adote atitudes proativas em diferentes situações


A sua postura diante das situações no ambiente de trabalho é capaz de fazer você se destacar dos demais.


Quem é proativo, ou seja, tem iniciativa, costuma ter mais chances de alcançar o sucesso. Portanto, tenha atitude e mostre que está disposto a ajudar as outras pessoas.


No final das contas, talvez você encontre ótimas oportunidades de aprender coisas novas e até ser visto pelas lideranças.


4. Valorize a sua rede de contatos


Com certeza você já deve ter ouvido falar sobre a importância do networking para a carreira profissional, não é?


Por meio da faculdade e das vivências no mercado de trabalho, você vai conhecer gente nova, fazer amizades e desenvolver relacionamentos com colegas de profissão.


Isso é algo que colabora para o seu desenvolvimento, já que as trocas de informações e experiências também são fontes de aprendizado.


Ainda, sua rede de contatos pode ser fundamental para impulsionar sua carreira.

É bem comum as pessoas ficarem sabendo sobre boas oportunidades e serem indicadas por colegas para preencher vagas de empregos.


5. Escolha uma área de atuação que tenha a ver com você


Embora o trabalho seja de certa forma uma obrigação, ele pode ser prazeroso quando você trabalha com o que gosta.


Por isso, é importante que você escolha uma carreira que esteja ligada aos seus interesses. Escolher uma profissão porque “paga bem” pode gerar frustrações no futuro.


Quando você curte o seu trabalho, a rotina fica mais leve. Consequentemente, o desempenho acaba sendo melhor.


6. Faça uma graduação de qualidade


Você também deve escolher o curso certo de graduação. Ou seja, aquele que vai ajudar você a atingir seus objetivos.


E a faculdade é o primeiro grande passo da sua jornada profissional. É onde se aprende sobre a área de atuação e se adquire as habilidades fundamentais.


Ao longo do curso, você também ganha mais maturidade para se destacar no mercado.

Mas, se quiser tirar o máximo de proveito dos estudos, procure uma instituição de ensino que seja referência na sua área de interesse.


Além de impactar a sua experiência de aprendizado, lembre-se que é o nome que você vai carregar no currículo. Sendo assim, estudar em uma universidade reconhecida faz toda a diferença.


7. Invista no seu desenvolvimento contínuo


A sua preparação para o mercado não deve acabar na graduação. Os melhores profissionais são aqueles que nunca param de estudar.


Assim, conseguem estar em constante desenvolvimento por meio de cursos, leituras, eventos da área, entre outros.


Por meio da atualização de conhecimento, fica mais fácil acompanhar as mudanças do mundo, que acontecem de forma cada vez mais acelerada.


Ao mesmo tempo, você garante um alto nível de empregabilidade. Assim, tem chances maiores de se manter empregado e ser chamado para boas vagas.


8. Busque o autoconhecimento


Para aproveitar bem as suas qualidades e trabalhar os pontos fracos, nada como se conhecer bem.


É preciso fazer um exercício contínuo de olhar para dentro, sempre com o intuito de se tornar alguém melhor. Isso vale tanto para a carreira profissional quanto para a vida pessoal.


Quando a gente se conhece de verdade, lidar com os problemas do dia a dia se torna menos desafiador. Afinal, a gente aprende a reconhecer nossas atitudes e a adquirir comportamentos mais adequados para cada situação.


Quais são as habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho?


Ainda pensando no seu futuro de sucesso, a gente preparou uma lista com as habilidades que vale a pena desenvolver para se dar bem.


  • Saber trabalhar no ambiente virtual

Diante das mudanças provocadas pela pandemia, a capacidade de trabalhar remotamente deixou de ser uma vantagem para se tornar questão de sobrevivência.


E essa dinâmica virtual de trabalho parece ter chegado para ficar.


Sendo assim, é fundamental que você fique por dentro das principais ferramentas de comunicação e colaboração usadas na rotina das empresas.


Além de aprender a trabalhar no esquema home office, com reuniões por videochamada e gerenciando o próprio tempo.


  • Pensamento crítico para propor soluções


Outra habilidade que as empresas buscam nos profissionais é o pensamento crítico. Mas por que isso é tão importante?


Pensar de forma crítica significa saber analisar os contextos, identificar as oportunidades e propor soluções inovadoras.


Como a gente vive em um mundo cada vez mais acelerado, existe uma forte pressão para as empresas se adaptarem. Do contrário, correm o risco de serem engolidas quando não conseguem superar os novos desafios.


  • Flexibilidade para lidar com as mudanças


Seguindo essa mesma lógica, vale a pena ressaltar a relevância da flexibilidade. Ou seja, a capacidade de lidar com as transformações repentinas.


Em tempos de incerteza sobre o futuro, se dá bem quem tem jogo de cintura.


É uma habilidade que ajuda, inclusive, na hora de priorizar as atividades mais importantes ou de refazer os planos quando algo inesperado acontece.


  • Dedicação para dar o melhor

Quantas vezes você não ouviu alguém reclamar sobre um colega que empurra as tarefas com a barriga no trabalho?


Esse é o perfil dos profissionais mais acomodados, pouco engajados ou desmotivados.

Portanto, se você quer ser reconhecido como aquele que se dedica e faz boas entregas, fique atento para manter a motivação lá em cima.


Quando se faz o que gosta, a dedicação se torna apenas uma consequência.


  • Inteligência emocional

Sabe o que é inteligência emocional? Ela é uma das habilidades comportamentais mais valorizadas pelas empresas. Inclui domínios, como:

  • empatia;

  • trabalho em equipe;

  • controle emocional;

  • resiliência;

  • lidar com pressão;

  • saber impor limites.

Geralmente são pessoas com essas habilidades que conseguem conquistar as melhores posições nas empresas.


Afinal, elas são fundamentais para gerir os times e o relacionamento com clientes, mesmo nas situações mais complicadas.


  • Colaboração para trabalhar em equipe

Colaboração é um desses termos que passou a marcar presença no vocabulário corporativo de uns tempos para cá.


Não se trata apenas de trabalhar em equipe, mas de saber ouvir os outros, apoiar e ensinar sempre que for preciso.


São atitudes assim que ajudam a empresa a evoluir em conjunto.

Aqueles que tentam “brilhar sozinhos” podem acabar queimando o filme no ambiente de trabalho e prejudicando o relacionamento com os colegas.


  • Pensamento inovador

Um dos maiores desafios dos nossos tempos é propor soluções que nunca foram pensadas antes ou buscar novas formas de fazer a mesma coisa.


Para isso, ter criatividade e uma mentalidade inovadora é essencial. São coisas que podem ser desenvolvidas, desde que sejam bastante exercitadas.


Portanto, desenvolva sua capacidade de inovação para se diferenciar na carreira profissional por meio de conhecimento e muita prática.


  • Capacidade de liderança

Ser um líder não significa saber dar ordens para outras pessoas, ou seja, fazer o tradicional papel do chefe.


Quando se trata da capacidade de liderança, estamos falando daqueles profissionais que inspiram outras pessoas. Por isso, conseguem estar à frente sem precisar cobrar.


É uma habilidade que ajuda você a lidar com os desafios diários no trabalho, sempre com empatia e disposição para encarar o que for preciso.


  • Saber analisar dados

A gente vive na era dos dados. Sendo assim, mesmo quem não é da área de exatas precisa lidar com eles uma hora ou outra.


Isso porque as empresas foram percebendo a importância de contar com números para mostrar os seus resultados, encontrar oportunidades de mercado e cumprir metas.


Portanto, quem tem facilidade para analisar dados consegue sair na frente dos outros.


  • Conseguir se autogerenciar

Principalmente no trabalho remoto, saber fazer a própria gestão faz toda a diferença.


Ou seja, saber administrar o tempo de trabalho, organizar a rotina, cumprir metas, priorizar as atividades mais urgentes. Tudo isso faz parte do autogerenciamento.


Cada vez mais as empresas buscam pessoas com esse perfil, que não precisam de um chefe do lado para dizer o que é preciso ser feito ou cobrar as entregas.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo