Como estudar para um processo seletivo: passo a passo



Estudar para o processo de seleção é fundamental para ampliar as chances de contratação.

Afinal, o recrutamento geralmente tem várias etapas.


É preciso não apenas passar pela primeira avaliação do recrutador, quando ele analisa o currículo, mas se destacar dos demais candidatos à vaga em uma entrevista.


Por isso, além de buscar as vagas mais adequadas para o seu perfil, é crucial conhecer a empresa na qual está se candidatando, ter pleno domínio sobre a sua trajetória e estar preparado para explorar ideias de forma clara e objetiva.


Como estudar para um processo seletivo: passo a passo

Depois de entrar em um processo seletivo e conhecer a vaga, é hora de estudar a empresa para ir bem na entrevista, seja ela coletiva ou individual.

A seguir, confira um passo passo essencial para a preparação.


1. Busque referências sobre a empresa


Quanto mais informações você tiver sobre a empresa, melhor.

Aqui você pode recorrer à sua rede de contatos, caso alguém conhecido já tenha passado pela empresa ou tenha noções sobre a sua cultura organizacional.


Se você não conhece ninguém, tudo bem, a tecnologia dá uma ajuda.

Pesquise sobre a empresa em plataformas de referências de empregos, em que funcionários dão opiniões a respeito do local de trabalho.


2. Estude o perfil da empresa


Essa estratégia faz toda diferença para quando você está de frente ao recrutador.

Muitas informações sobre o perfil podem ser encontradas no site institucional, no Google, redes sociais e, se for uma organização grande, até mesmo em notícias.


Vale destacar de novo: quanto mais informações, maiores são as chances de impressionar o recrutador.


3. Estude o mercado


Entender o cenário em que a empresa está inserida também é crucial para conquistar a vaga.


Busque compreender a situação econômica do país e, sobretudo, do segmento em que o negócio atua.


Mapeie os principais players do mercado e identifique estratégias que eles utilizam.

Ter uma noção sobre as necessidades dos consumidores a que a empresa atende também amplia o seu entendimento a respeito dela.



Como se preparar para a entrevista do processo seletivo

Agora que você já conhece a empresa, é hora de se preparar para a entrevista do processo seletivo.


Esse geralmente é o momento que mais causa nervosismo entre os candidatos.

Por isso, utilize todas as estratégias a seguir para se sentir pronto para enfrentar o recrutador com tranquilidade.


1. Revisite a sua trajetória


A dica é se lembrar de situações relevantes da sua carreira que podem exemplificar competências e qualidades desejáveis para a vaga.


Devido ao nervosismo, é comum que os candidatos tenham “um branco” na hora ou não saibam exatamente o que falar.


Portanto, sua trajetória profissional precisa estar na ponta da língua, pois é provável que o recrutador queira saber sobre ela.


2. Prepare-se para abordar defeitos


Qual é o seu maior defeito?

Essa pergunta é feita com frequência em entrevistas de emprego e ainda pega muitos profissionais despreparados para respondê-la.


Não é recomendado usar clichês como “sou muito perfeccionista” ou “sou workaholic”, na intenção de transformar o defeito em qualidade.


Aqui vale ser honesto, até porque mentiras não se sustentam depois da contratação.

A dica, nesse caso, é abordar as sua fragilidades e mostrar quais estratégias você utiliza para superá-las, sempre dando exemplos.


3. Evidencie suas conquistas com exemplos


Na hora de falar sobre a sua trajetória, é importante mostrar as conquistas com exemplos, porque eles dão credibilidade para o que você está dizendo.


Use exemplos reais de projetos, experiências vividas e resultados obtidas, assim como dificuldades superadas e como você fez isso.


Pontue de que maneira você contribuiu para outros projetos para mostrar que também seria útil para a empresa.


Dar exemplos também é uma forma de fisgar a atenção do recrutador e permanecer na lembrança dele na hora da seleção.


4. Não fale mal de antigos empregadores


Os recrutadores geralmente perguntam sobre o porquê de você ter saído do último emprego.


Esse questionamento é um teste para saber como você se refere a experiências anteriores.

Falar mal de chefes é um indício de que você poderia fazer isso novamente, caso fosse contratado e saísse da empresa mais tarde.

Nessa hora, é preciso ter cautela.


Uma boa resposta seria: “Estou em busca de uma oportunidade alinhada aos meus objetivos profissionais”.



5. Cuide da linguagem corporal


Uma linguagem corporal adequada é fundamental para transmitir segurança, credibilidade e gerar empatia.


Por exemplo: uma pessoa que tem tiques nervosos, como mexer no rosto constantemente ou rabiscar em papéis, demonstra nervosismo na entrevista de emprego.


É preciso ter consciência de como o corpo se move e age.

Sua linguagem corporal pode dizer ao outro que tipo de pessoa você é, suas emoções, e seu estado de espírito.


Manter contato visual e ter postura relaxada, mas com as costas retas, ombros para trás e queixo levemente para cima, passa mais credibilidade ao recrutador.


0 visualização0 comentário