Como medir os resultados do seu trabalho?

Além de trazer dados claros sobre as entregas que foram feitas, é preciso alinhar com os líderes exatamente o que eles esperam de você.






Na sua carreira como líder, você terá diversos questionamentos sobre sua performance – e muitos deles podem não ser plausíveis. Se passar por uma dessas situações, lembre-se do ditado: “contra fatos não há argumentos”. Se teve um bom desempenho, excelente. Este será um fato importante e suficiente para você se defender, desde que possa, claro, comprovar esta alta performance. Portanto, é sempre vital que ter dados para demonstrar sua boa atuação.


Estes dados são representados pelos indicadores da sua área, como satisfação dos clientes (área de vendas), índice de inadimplência (área de crédito) ou tempo de entrega dos produtos aos clientes (área de logística).


Alinhe com o seu líder quais são as metas quantitativas e qualitativas que sua área deverá alcançar em um determinado período. Tais metas deverão estar alinhadas com os processos rotineiros da sua área, bem como com a estratégia de sua empresa. Um ponto importante: cuide sempre para ter tudo registrado.


O segundo passo é criar os indicadores que poderão dar visibilidade ao seu gestor sobre o que sua área irá alcançar. O mercado está muito competitivo e, para algumas empresas, alcançar metas pode não ser o suficiente para a sua liderança. Cada empresa tem suas particularidades, mas, independentemente do nível de cobrança, é necessário ter dados para comprovar o que sua área conquistou.


Em relação aos indicadores, deve-se considerar dois aspectos: se os números são claros para quem irá analisá-los, bem como a precisão do que será apresentado. Portanto, preocupe-se com a metodologia que irá adotar.


É muito comum as pessoas duvidarem da precisão dos números à medida em que acham que o sistema tecnológico utilizado por você para levantar todos os dados pode não estar atualizado, ou mesmo que o tipo de cálculo efetuado pode não expressar a realidade das informações.


Para evitar controvérsias, valide antes com o seu líder quais fontes deverá utilizar para conseguir as informações e os cálculos que serão realizados. Muitas informações são extraídas diretamente do sistema da empresa. Mesmo assim, vale a pena deixar tudo definido previamente.


Entenda também como demonstrar as informações com clareza. Em algumas empresas, importa o que de fato foi vendido no mês, independentemente da entrega do produto. Para outras, vale somente quando o produto for entregue e devidamente faturado.

Parecem apenas alguns detalhes. E são. Mas os detalhes importam, sobretudo, se seu desempenho estiver sob escrutínio.


Em resumo, você deve estudar com muita atenção quais indicadores serão levados em conta, a fonte, o tipo de metodologia e o tratamento dos dados a fim de se obter os resultados esperados, bem como ter tudo previamente validado com as partes interessadas.


Uma excelente opção é uma metodologia amplamente aceita e utilizada nas empresas: Balanced Scorecard. Realmente, este conceito foi um divisor de águas nos controles das empresas que sempre tiveram ênfase em indicadores financeiros. Antes, outros indicadores empresariais e que também eram estratégicos não eram considerados.


A avaliação mais completa de indicadores possibilita à empresa entender quais serão as tendências de pe