Como melhorar e prevenir ambientes de trabalho tóxicos?





Para prevenir um ambiente de trabalho tóxico, é preciso melhorar sua comunicação interna, estimular o equilíbrio entre a vida pessoal/profissional, comemorar as pequenas vitórias do expediente, ouvir os funcionários e promover melhorias pontuais, e ter muito cuidado com quem você está contratando.


Apesar de pouco discutido, o ambiente de trabalho tóxico é um fator que pode influenciar bastante e de forma negativa o sucesso da empresa e a qualidade de vida dos profissionais. Por esse motivo, é necessário entendê-lo e preveni-lo. A questão é: como fazer isso?


É preciso pensar nas pessoas que fazem parte do negócio e no bem-estar coletivo. Também é necessário avaliar a qualidade dos processos, do diálogo e dos relacionamentos internos. Confira alguns pontos que podem ser trabalhados, para que o ambiente tóxico indesejado seja prevenido.


Sinais de que o ambiente está se tornando tóxico


O termo “ambiente de trabalho tóxico” é uma referência ao clima organizacional denso e desagradável. É uma espécie de atmosfera negativa que afeta a positividade das pessoas e a crença de que é possível fazer algo relevante.

Esse clima afeta a todos dentro da empresa, sobretudo os funcionários, líderes e parceiros estratégicos, que passam mais tempo no empreendimento. Em alguns casos, até mesmo os clientes finais conseguem notar esse ambiente ruim, pois fica um clima de tensão no ar.


Quais as melhores práticas para prevenir o ambiente tóxico?


Nesse caso, vale o velho ditado: a melhor defesa é o ataque. Busque prevenir o ambiente tóxico focando na construção de um ótimo ambiente de trabalho, isto é: um clima que gere prazer aos funcionários e às demais partes interessadas.


  • Monitore a satisfação de funcionários, líderes e clientes;

  • Avalie o nível de turnover, presenteísmo e absenteísmo dos times;

  • Mensure a frequência com que fofocas e conflitos surgem;

  • Avalie se há um alto grau de lealdade e pertencimento no trabalho;

  • Faça entrevistas demissionais e investigue o que motivou o desligamento;

  • Converse com líderes e pessoas mais experientes da empresa.


Melhore sua comunicação interna empresarial


Em primeiro lugar, melhore sua comunicação interna empresarial. Na medida em que o diálogo é falho, uma série de problemas podem surgir, como erros, conflitos e acidentes, o que pode prejudicar bastante a qualidade de vida dentro da empresa.

A otimização da comunicação depende de duas principais coisas: i) a disseminação da ideia de que o assunto é importante e de que todos, do CEO em diante, devem se comunicar bem; e ii) a adoção de canais que facilitem a comunicação corporativa, como softwares de ponta.


Estimule o equilíbrio entre a vida pessoal/profissional dos talentos


Outro ponto importante é estimular o equilíbrio entre vida pessoal e profissional dos colaboradores. Na medida em que eles se sobrecarregam, o nível de estresse no negócio é ampliado, o número de afastamentos por doenças é maior e o bem-estar despenca.

Para promover esse equilíbrio, oriente os talentos a não realizarem horas extras (salvo raras exceções), estimule a prática de esportes e incentive o exercício físico. Além de tudo, feche parceria com academias, clubes esportivos e adote programas de ginástica laboral.


Comemore as pequenas vitórias do expediente


Definir metas e cobrar resultados são coisas importantes, mas também é necessário comemorar as vitórias. Por exemplo, se a meta de vendas foi alcançada ou o indicador de NPS (lealdade) dos clientes cresceu, aproveite para convocar a equipe e festejar.

Há muitas alternativas para a comemoração: um almoço pago ou happy hour após o expediente pode ser algo divertido. Também é possível convidar seu time para um evento mais solene, como um jantar com acompanhante. O mais importante é comemorar.


Ouça os funcionários e promova melhorias pontuais


Nas empresas, o mais comum é que se fale em feedback como um processo top-down, que parte do superior para o subordinado. Entretanto, o fluxo inverso (bottom-up) é importante, pois garante que os líderes ouçam queixas e promovam melhorias pontuais.


Portanto, comece a ouvir mais seus funcionários. Peça feedbacks sobre a estrutura da empresa, os processos diários, a qualidade da liderança e a cultura de trabalho, entre outras coisas. O ideal é entender o que não está indo bem e, depois, corrigir esse problema.


Tenha muito cuidado com quem você está contratando


Por fim, cuidado com suas novas contratações. Um profissional que não compartilha dos valores da empresa pode iniciar conflitos internos, afetar o espírito de equipe, influenciar de forma negativa seus colegas de trabalho e até prejudicar intencionalmente a empresa.


Nesse caso, converse com o setor de RH para reforçar o fluxo de recrutamento e seleção, bem como aplicar testes comportamentais para garantir a aquisição de talentos alinhados aos valores da empresa. Assim, vai prevenir a criação de um ambiente de trabalho tóxico.


8 visualizações0 comentário