Construção de carreira: nunca é tarde para começar

Como você lida com o seu crescimento profissional? Escolhas e decisões que afetam seu plano de carreira merecem sua atenção no trabalho. Você sabe onde quer chegar?



A vida é feita de escolhas. Em muitas circunstâncias, precisamos abrir mão do nosso sonho profissional – e isso tem um preço às vezes alto. Conheço homens e mulheres que deixaram de lado sua carreira profissionalpor não terem condições financeiras de bancar uma faculdade, por terem se tornado pais muito cedo e outros pela falta de coragem de assumir sua vocação. São muitos os exemplos!


Felizmente, depois de alguns anos vejo que deu tudo certo para essas pessoas acima mencionadas. Umas se formaram mais tarde, pois precisaram unir trabalho e faculdade à noite com algumas pausas no estudo em tempos de desemprego.

Outros voltaram aos bancos universitários depois dos filhos crescidos e muitos decidiram enfrentar as críticas familiares e buscaram a carreira que realmente tinha relação com seu perfil.


A importância do autoconhecimento

Acredito que a base para a construção de uma carreira satisfatória em qualquer idade seja o autoconhecimento. A partir do momento que você tenha um referencial pessoal claro, será capaz de elaborar as estratégias de inserção no mercado de trabalho: você precisa saber o quer para poder conquistar seu espaço.

Lembre-se da importância do Marketing Pessoal. Ele é o conjunto de ações estratégicas e de comportamentos específicos que ajudarão você na sua vida pessoal e profissional. A base para um bom marketing pessoalé o autoconhecimento. É preciso fazer com as empresas escolham você para fazer parte da vida delas e isso só é possível através da habilidade de cada um em conseguir demonstrar suas competências profissionais.


Para começar a o processo de autoconhecimento, experimente alguns exercícios práticos:


  • Faça um mapeamento de seus pontos fortes e pontos fracos. Talvez não seja muito agradável olhar de frente suas limitações e muitas pessoas tem dificuldade em assumir suas potencialidades. Não desista no primeiro impulso, siga em frente e depois procure potencializar suas qualidades e minimizar os pontos fracos;


  • Pense e liste quais os elogios que costuma receber e quais as críticas que mais ouve a seu respeito. Com esse exercício, ficará mais evidente qual a imagem que as pessoas têm a seu respeito;


  • Construa uma linha do tempo profissional. Você pode achar que não fez muita coisa no campo profissional, mas quando começar a lembrar de todas as atividades que desenvolveu, das empresas por onde passou desde seu primeiro emprego vai se surpreender!


  • Veja como está seu currículo. Há quanto tempo você não o atualiza? Ele é seu cartão de visitas e precisa estar adequado ao que o mercado pede;


  • Avalie suas qualificações e conhecimento. Há quanto tempo não faz um curso de atualização? Fique muito atento, pois a velocidade das transformações é muita alta. Se você pretende iniciar uma nova carreira precisa estar atualizado e só o conhecimento trará as competências necessárias para buscar seu lugar no mercado de trabalho.

Para fazer escolhas conscientes precisamos formular perguntas incômodas, do tipo: “O que eu quero fazer da minha vida?” Avalie tudo com muita atenção. Com todas essas informações, você se sentirá mais seguro para buscar as alternativas para a carreira que pretende construir.


Outro aspecto muito importante e que não pode deixar de ser conhecido e avaliado é o mercado de trabalho. Verificar o nicho de mercado que você deseja se inserir, o que as empresas esperam de seus colaboradores, quais os salários médios pagos, que competências são necessárias para desempenhar as atividades, dentre outras atitudes, são passos essenciais para que você tome decisões.


O posicionamento diante da vida É preciso levar em conta os dados levantados pela pesquisadora Inez Cozo, que diz que “infelizmente o mundo é composto de 80% de vítimas e apenas 20% de protagonistas. É preciso com urgência deixar de ser vítima e passar a ser protagonista”. Essa postura derrotista diante da vida dificulta demais o posicionamento profissional e pessoal. É aquele velho conselho: não procure culpados pelo seu insucesso; busque soluções!



Fonte: https://dinheirama.com/construcao-de-carreira-nunca-e-tarde-para-comecar/


18 visualizações0 comentário