O que é e qual a importância do plano de carreira no sucesso profissional?




O sucesso profissional depende de vários fatores. Alguns deles partem da responsabilidade individual, outros, de um contexto coletivo. Sendo assim, conhecer as variáveis e saber elaborar um plano de carreira é fundamental para planejar o futuro e alavancar sua carreira.


A inércia, por outro lado, é atitude que prejudica o profissional, que deixa de buscar conhecimento e não luta por seu desenvolvimento.


Esse cenário é muito comum, por exemplo, para quem não tem objetivos e metas bem definidas. Em contrapartida, uma pessoa que sabe se planejar e busca meios de continuar evoluindo provavelmente receberá melhores oportunidades no mercado de trabalho.


A seguir vamos entender o que é plano de carreira, de que forma ele pode ser traçado e a importância de ter metas e objetivos predefinidos.


O que é plano de carreira?


Plano de carreira pode ser definido como um conjunto de objetivos, metas e ações que ajudam um profissional a se destacar em longo prazo. Ele serve como um direcionamento para o crescimento na profissão, permitindo que o indivíduo alcance cargos melhores e mais estáveis dentro do ambiente de trabalho. O desenvolvimento desse plano pode ser feito tanto pela empresa quanto de forma individual, pelo profissional.


A vantagem de traçar o próprio planejamento, nesse sentido, é a possibilidade de colocar metas e objetivos que não estão ligados a uma única organização, mas que visam outras oportunidades no mercado. Para que o planejamento funcione, entretanto, é necessário disciplina e paciência, pois esse é um processo gradativo que envolve vários aspectos.


Um plano inteligente determina qual será o tempo necessário para atingir o nível desejado, permite uma autoavaliação dos conhecimentos e habilidades e apresenta os possíveis projetos de desenvolvimento ao longo dos anos.


Qual a sua importância para o sucesso do profissional?


Você já deve ter ouvido, em algum momento, a clássica frase do filme Alice no País das Maravilhas: "Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve". Assim é para qualquer objetivo que o sujeito nutre ao longo da vida. Para alcançar o sucesso, é preciso, primeiro, ter em vista o que isso significa para você e aonde você pretende chegar no que se refere à vida profissional.


Somente então é possível descobrir o caminho que deverá ser percorrido, os conhecimentos e habilidades que devem ser adquiridos e assim por diante. O risco de não estabelecer um plano é justamente perder de vista o investimento que deve ser feito em si mesmo, os desafios que poderão ser encontrados e as oportunidades que precisam ser aproveitadas para alcançar o objetivo final. Nesse caso, o sujeito se deixa levar pelo acaso, sem qualquer perspectiva estratégica acerca do próprio futuro.


Quem pode fazer um plano de carreira?


Ao contrário do que muitos pensam, qualquer um pode fazer um plano de carreira. Essa é, inclusive, uma recomendação positiva direcionada a qualquer profissional que tenha em vista alcançar melhores perspectivas de carreira, trabalho e profissão. Assim, independentemente da área de atuação, das condições atuais de emprego e dos projetos pessoais, é fundamental saber elaborar um plano de carreira.


Nesse sentido, tendo em vista as dúvidas que podem surgir ao longo do planejamento, pode ser interessante contar com um profissional, embora essa não seja uma exigência. De qualquer modo, vale a pena verificar a possibilidade de obter suporte, tanto na própria empresa quanto nas instituições de ensino e educação eventualmente frequentadas.


Como é possível estabelecê-lo?


Agora que você entendeu o que é um plano de carreira, saiba que também existem várias maneiras de estabelecê-lo. Por outro lado, alguns pontos são fundamentais a todos no momento da criação.


Conhecer suas próprias habilidades

Antes de estruturar seu plano de carreira, é preciso desenvolver o autoconhecimento. Isso significa identificar quais são seus valores, interesses, motivações e medos, ou seja, tudo o que te move no âmbito pessoal. Da mesma forma, é importante reconhecer as habilidades técnicas e gerais que permitem a você se destacar no mercado de trabalho.


Esse conjunto de habilidades pessoais e profissionais é conhecido no mundo empresarial por soft skills (habilidades comportamentais) e hard skills (conhecimentos técnicos e acadêmicos). Quando pensamos em construção de carreira, é preciso considerar que as pessoas com maior índice de sucesso são aquelas que são bem desenvolvidas em ambos os aspectos ― profissional e pessoal.


Analisar o mercado

Você checou suas habilidades e, enfim, escolheu uma ou mais possibilidades de carreira. Depois disso, é interessante conhecer o mercado da sua área de atuação com o objetivo de descobrir profissionais, verificar quais são as ofertas de trabalho e, até mesmo, em quais regiões você teria mais chances de se dar bem na carreira.


Também inclua em sua pesquisa os cargos do seu interesse e o salário para cada nível. Se notar que a carreira pretendida está em baixa no momento, avalie também oportunidades em outras áreas de atuação.


Definir os objetivos profissionais

Para que você defina seus objetivos profissionais, em primeiro lugar, é preciso conhecer seus ideais de autorrealização. Um bom começo seria refletir sobre “aonde eu quero chegar?” e, então, se dar o direito de imaginar um cenário de futuro próspero.


Ainda que a vida tenha alguns caminhos tortuosos e que você não tenha como prever a jornada, considere estabelecer seus principais objetivos de carreira e faça uma lista de metas a fim de alcançar cada etapa. Para isso, você pode incluir pontos como:

  • formações necessárias para o crescimento;

  • salário desejado;

  • habilidades em idiomas;

  • viagens ou mudanças para o exterior;

  • realização de concursos ou processos seletivos;

  • habilidades para se tornar um empreendedor(a).


Estabelecer o que deve ser feito

Objetivos e metas definidos? Agora, é hora de estabelecer um plano de ação esmiuçado, prevendo cada etapa e tarefa a ser realizada a fim de alcançá-los. Nessa fase, é preciso ter mais especificidade, por exemplo, com a inclusão de um programa educacional que começa na faculdade e segue para a pós-graduação. Considere, também, formações complementares, como certificações internacionais, intercâmbios, cursos livres etc.


Já que falamos sobre soft skills, você pode incluir, ainda, cursos de liderança, gestão das emocionais, comunicação etc. Tudo para que sua formação seja a mais sólida possível, de maneira que você fique cada vez mais perto de atingir seu objetivo profissional.


Determinar prazos para a realização

Outro ponto importante para entender o que é um plano de carreira é ter em mente que esse planejamento será flexível. Afinal de contas, somente as experiências da sua jornada dirão se você deve permanecer ou modificar os caminhos traçados.


De qualquer maneira, para colocar seu plano de ação em prática, é fundamental determinar em quanto tempo isso será realizado e quais são os prazos para cada etapa ser concluída. O ideal é encontrar quais são as metas mais próximas e começar a realizá-las, já se planejando para cumprir aquelas de médio e longo prazo. Ter essa atitude ajuda você a criar uma linha do tempo bem definida e a manter-se em seu projeto.


Quais as vantagens que um plano de carreira traz?


Estabelecer um plano de carreira traz várias vantagens pessoais e profissionais. Vamos conhecer algumas delas?


Facilita tornar-se um especialista

Tornar-se um especialista significa aprofundar-se em uma área do conhecimento, transformando-se em uma referência no mercado. Com um plano de carreira bem estabelecido, essa jornada se torna mais clara e possibilita não apenas acertar nos conhecimentos e habilidades a serem adquiridos para esse feito, como também conquistar as experiências nas quais tudo que aprendeu será aplicado para que você tenha uma bagagem completa.


Promove uma jornada de crescimento

Um cenário muito comum ao longo da jornada profissional é acontecerem desvios que prejudiquem o caminho rumo ao crescimento. Sem um plano de carreira, entretanto, fica mais difícil saber exatamente que rumo tomar na profissão.


É mais ou menos como se você estivesse em um barco à deriva, que flutua sem uma direção. Dessa maneira, entender o que é um plano de carreira e colocá-lo em prática evita a realização de escolhas erradas que possam prejudicar o seu futuro.


Promove a qualidade de vida

Com um plano bem estabelecido, a qualidade de vida também tende a melhorar. Isso acontece porque a pessoa sabe qual é o caminho que está seguindo e, portanto, está menos sujeita a conviver com a incerteza e com outros sentimentos que podem prejudicar a saúde emocional. O sujeito entende e percebe que tudo o que está fazendo contribui de alguma maneira para o seu crescimento pessoal e profissional.


Melhora os ganhos financeiros

Ao se empenhar em cumprir o que foi planejado, você ainda investe em qualificação profissional e melhora sua produtividade, se tornando um colaborador mais gabaritado entre os demais. Desse modo, também poderá contar com um aumento nos seus ganhos profissionais, uma vez que tenderá a ocupar cargos mais elevados e de maior visibilidade.


Traz novos desafios profissionais

Talvez um dos objetivos centrais do planejamento seja a mudança de carreira ou função dentro da empresa. Quando o profissional não faz nada para mudar sua posição, entretanto, a meta se torna mais difícil de ser alcançada. O plano de carreira, nesse sentido, contribui para que novas habilidades profissionais sejam desenvolvidas, o que aumenta a chance de conseguir desafios a partir de oportunidades conquistadas.


Ajuda a alcançar sonhos pessoais

Os sonhos pessoais, muitas vezes, não estão relacionados ao emprego. Porém, é fato que o sucesso profissional contribui para que eles sejam realizados. Basta pensar em como a realização de uma viagem especial, a compra de um carro ou uma casa podem estar intimamente relacionados ao sucesso na carreira alcançado pelo planejamento e cumprimento das metas.

23 visualizações0 comentário