Saúde mental: confira os principais hábitos que devem ser incentivados pelas empresas



O cenário pandêmico acentuou os problemas emocionais e, assim, a atenção com a saúde mental em 2021 ganha ainda mais destaque nas organizações. O período desencadeou uma série de vulnerabilidades decorrentes do isolamento social.

Durante esse momento, as pessoas precisaram lidar com uma grande quantidade de informações negativas, perdas e o próprio medo. Dessa forma, o ano passado gerou um alerta sobre a importância de cuidar dessa área e da valorização dos serviços voltados para a saúde mental em 2021.

Com isso, fica a questão: como colocar em prática os aprendizados para ter mais equilíbrio em 2021?


Como identificar colaboradores com a saúde mental comprometida


Para as empresas que se preocupam com a saúde dos trabalhadores, o ideal é que se tenha uma equipe especializada em cuidar da saúde e segurança no local de trabalho. Mesmo isso sendo obrigatório em muitas empresas, alguns negócios não se portam da maneira correta.


As políticas de saúde e segurança são responsáveis também por treinar gestores a lidar com seus colaboradores de uma forma mais humana, sendo capazes de identificar aqueles que podem estar passando por problemas que vão gerar abalo na saúde mental.


Sendo assim, existem ações que podem levar a identificação mais fácil de colaboradores com a saúde mental comprometida como:

  • Diminuição na produtividade

  • Aumento nos atrasos e faltas

  • Falhas constantes na função

  • Oscilações de humor

  • Introversão repentina.


5 boas práticas para melhorar a saúde mental no trabalho


A empresa que se preocupa com a saúde mental no trabalho, deve seguir as dicas abaixo para obter uma melhora na qualidade de vida dos seus funcionários enquanto estiverem em atividade.


  • 1 - Ofereça benefícios e suporte de serviços de saúde

A maioria das pessoas com transtornos mentais podem não estar recebendo ajuda.

Oferecer benefícios como plano de saúde ou até mesmo profissionais de saúde mental dentro da empresa, pode fazer com que elas se cuidem sem precisar gastar, já que questões financeiras também são algumas das razões para não procurar ajuda.


  • 2 - Crie maneiras de reconhecer o esforço dos colaboradores

Grande parte da desmotivação de um trabalho é causada pela falta de reconhecimento.

Muitos colaboradores se sentem inúteis ou desmoralizados em algumas empresas. Reconheça o valor deles por meio de elogios, brindes, bônus em dinheiro, confraternizações e folgas.


  • 3 - Saiba escutar e seja flexível

Empresas muito rígidas estão somente tratando funcionários como máquinas.

Trate-os como seres humanos sensíveis, procure saber suas necessidades e a melhor forma de ajudá-los a desenvolver suas atividades. Você pode implantar aqui a rotina home office, dress code flexível, happy hour, entre outras ações.


  • 4 - Invista na comunicação interna

Quando a comunicação entre colaboradores e gestores é arbitrária e inadequada, profissionais tendem a se frustrar e construir relações tóxicas dentro das empresas.

Investir em uma boa comunicação e até mesmo no endomarketing da empresa pode melhorar o ambiente e incentivar funcionários.


  • 5 - Tenha uma boa política de saúde e segurança do trabalho.


Empresas que não investem nesta área têm perdas constantes de funcionários, baixa retenção, acidentes de trabalho e baixa produtividade.


Faça mais do que a lei exige, seja generoso na aplicação de uma boa política de saúde e segurança para que seus funcionários se sintam bem no ambiente de trabalho.


Gostou das informações? A saúde no trabalho deve ser prioridade de todas as empresas, afinal, os colaboradores são peças fundamentais para o sucesso de um negócio.


Por isso, a saúde mental no trabalho deve ser vista com mais prioridade, pois pessoas saudáveis podem produzir mais e melhor.



Mais do que nunca a saúde mental precisa de atenção!


O dia a dia de uma empresa, em situação habitual, já pode ser muito estressante, por isso a saúde mental já é um tema que merece ser debatido.


Isso infelizmente se agrava no contexto atual. Imersos em uma pandemia de Coronavírus e forçados a trabalhar em casa, o medo e a incerteza do que vem pela frente tendem a desencadear crises e doenças mentais em grande parte das pessoas.


Por isso discutir o assunto e buscar soluções nunca foi tão relevante para as empresas e para a sociedade de maneira geral. A inteligência emocional é uma habilidade essencial para as nossas vidas, seja no âmbito profissional ou pessoal!



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo